HOMEOPATIA

SIMILIA SIMILIBUS CURANTUR - Princípio básico da homeopatia "Os semelhantes se curam pelos semelhantes" foi enunciado por Hahnemann ainda em 1810, mas somente em 1840 foi introduzida no Brasil.

Homeopatia---Ivandelio-Sanctus A homeopatia é um método terapêutico que consiste em tratar os estados mórbidos com substâncias causadoras, no homem são, dos mesmos sintomas apresentados pelo paciente, mas utilizando doses muito pequenas. Ela apóia-se nas características somáticas e psicológicas individuais, portanto leva em conta a hereditariedade e o ambiente, fatores que determinam a forma de reação do indivíduo como um todo frente aos processos mórbidos, ou seja, a homeopatia enfatiza o estudo to terreno (as particularidades do organismo) através dos conceitos de diátese (disposição individual para desenvolver um grupo determinado de afecções ou mesmo determinadas moléstias), constituição e temperamento. É uma terapêutica específica do indivíduo e não da doença. As substâncias empregadas em homeopatia são originárias dos minerais, vegetais e animais; submetidas à técnica de dinamização, tornam-se medicamentos úteis em doses mínimas, portanto sem efeitos colaterais, e, encontrando correta ressonância no paciente, levam ao restabelecimento do hígido, ou seja, da saúde. É um sistema médico-vitalista que, concebendo as moléstias como grupos de sintomas da alteração da energia vital, cura-se com agentes que são produzidos no corpo. São grupos de sintomas semelhantes, os quais são usados isoladamente em doses mínimas, infinitesimais, que agem sobre a energia vital, alterada por meio da sua energia curativa, posta em liberdade pelo seu modo de preparação farmacêutica ou pelos próprios líquidos orgânicos (dinamização).