•   MMS 60ML

MMS 60ML

  • Modelo: 032
  • Situação: Disponivel
  • R$ 94,00

1.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

2.Imagens meramente ilustrativas.

3.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem utilizar o produto.

4.Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o fitoterapeuta.

5.Não use o produto com o prazo de validade vencido.

6.Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o produto se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

7.Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

8.Este produto não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação de um fitoterapeuta.

9.Embora não existam contra-indicações relativas a faixas etárias, recomendamos a utilização do produto para pacientes de idade adulta.

10.Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação do fitoterapeuta.

11.O uso do produto durante o período de amamentação também não é recomendado.

12."SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O TERAPEUTA DEVERÁ SER CONSULTADO".


Em todo mundo é defendido que se deve tomar preventivamente uma certa dose de mms todos os dias ,  mas esta não é  minha opinião , creio que deve  usar  quando estiver precisando, pois cerca de 80% do nosso  corpo é formado por bactérias boas ,  creio  que o uso  contínuo não deve ser feito porque  mataria as bactérias boas também .

Como funciona:

MMS (ou Suplemento Mineral Milagroso) – formulado com dióxido de cloro – é uma poderosa fórmula capaz de eliminar patógenos tais como fungos, vírus,  bactérias, parasitas, etc.

É indicado para candidíase, AIDS, hepatite A, B e C, malária, herpes, tuberculose, vermes em geral, além de ter sucesso no tratamento da maior parte dos cânceres e de muitas outras doenças.

Nosso corpo  através do sistema  imunológico usa de  vários mecanismos para matar esses patógenos:  Um deles é  o calor , nosso sistema imunológico  provoca uma elevação de temperatura para matar os patógenos ( a famosa sensação de febre quando temos por exemplo um vírus da gripe) . Nosso fígado também é um grande aliado no combate aos patógenos. O fígado, sendo um dos órgãos que mais armazena sangue ( cerca de 13%  do volume total) ,  tem uma  inteligência notável sobre a química do corpo. Todo o sangue que deixa o estômago e intestino passa pelo fígado.  O mesmo utiliza esse volume de sangue que circula por ele para, com precisão, diferenciar entre os patógenos, drogas e outras substâncias venenosas que prejudicam o corpo dos nutrientes que são aceitáveis e importantes termos no sangue.  Sua ação de remover esses elementos indesejados no nosso sangue é combinada com a produção da bílis que ajuda a eliminar o lixo para o nosso intestino  e  a produção de componentes imunológicos que ajudam a resistirmos as infecções. (como no caso de provocar a febre)

O alerta sobre a presença de uma gripe, sarampo, infecção alimentar,  é suficiente para que nosso sistema imunológico acione as células micrófagos, que estão presentes no nosso sangue, e que são verdadeiras devoradoras de vírus, micróbios, bactérias, etc.

Por que esse sistema imunológico, tão inteligente, não estão suficiente para nos manter sadios?  A resposta mais direta a essa pergunta é: Nosso estilo de vida, tanto psíquico como físico (alimentar, ambiental, comportamental) cada vez mais enfraquece nosso sistema imunológico.

Por outro lado o sistema de tratamento convencional – alopata- tem se mostrado limitado, atuando mais nos sintomas que nas causas, ou quando atuado nas causas trazendo severos efeitos colaterais (quimioterapia e antibióticos são exemplos ).

 O MMS ativado tem um poder fantástico de seletivamente destruir praticamente todos os patógenos do nosso corpo. De fato o MMS  é o único produto químico conhecido até o momento que realiza essa eliminação de patógenos sem efeitos colaterais.

  Sendo um composto químico que consiste de um íon de cloro associado a íons de oxigênio. E um poderoso agente oxidante. Essa oxidação acontece através de micro explosões que ocorrem quando o MMS ativado entra em contato apenas com substâncias patógenas e estranhas as demais células do nosso corpo.  As explosões, surgem devido ao fato do MMS ter o poder de retirar até 5 elétrons dessas células patógenas. Esse processo de descarga elétrica envolve uma grande energia que provocará um aquecimento a nível celular destruindo com isso tanto a célula patógena como também o MMS ativado que se transformará em agua e sal. Os restos do patógeno destruído, dependendo da localização cairão na circulação e passarão pelo fígado, se não eliminadas diretamente pelo intestino, para de lá serem eliminadas. Caso a pessoa que tome o MMS ativado esteja muito infectada ou com uma doença muito grave, ou ainda, tome uma dose muita alta do MMS, poderá surgir uma reação de náusea, diarréia ou vômito. Exploraremos mais isso na página: Cuidados ao tomar o MMS.

Ao tomarmos o MMS ativado, ele será transportado pelas células vermelhas presentes no sangue que circunda as paredes do nosso estômago.  O sangue que circula o estômago tem a função de coletar nutrientes de vários tipos, uma célula vermelha, aceita o íon MMS ativado que tocá-la.

A célula vermelha funciona normalmente como um  “ônibus para transportar oxigênio”. O motorista desse ônibus não é muito seletivo e levará o MMS ativado a lugares onde normalmente o oxigênio  seria levado. Os patógenos invasores, mesmo sendo anaeróbicos, estando localizados em várias áreas do corpo estão acostumados a lidar e resistir em grande parte ao oxigênio. Porém, a chegada inesperada do passageiro MMS ativado lhes trará uma surpresa fatal.   Esse passageiro é muito mais violento que o oxigênio e detonará essas células através da explicada retirada de elétrons e explosões das paredes da célula indesejada.

 Esses patógenos não conseguem aguentar tamanho “ataque” e desintegram-se. A molécula do MMS ativado também se desintegra nesta reação eletroquímica. O oxigênio que daí resulta se junta com o hidrogênio formando água, ou com o carbono, formando o dióxido de carbono. O íon de cloro, agora desprovido de carga, se junta com o sódio formando um simples sal (Na Cl),

Se o MMS ativado atingir uma célula sadia nada ocorrerá, será apenas um choque mecânico. Caso não encontre nenhum patógeno o mesmo aos poucos se deteriorará e poderá  se combinar com outras substâncias que poderão utilizá-lo para produzir um dos ácidos mais importantes utilizados pelo sistema imunológico: o acido hipocloroso.


Especificações Gerais
Conteúdo 1- Ácido cítrico 60ml e 1- Clorito de sódio 60ml
Modo de Usar Existem varias maneiras de tomar o MMS sanctus, a mais frequente é misturar 12 gotas de cada composto sendo 12 gotas do ácido cítrico com 12 gotas do clorito de sódio esperar uns 30 segundos e vai ser formado o dióxido de cloro que é um poderoso (“assassino” de fungos, vírus, bactérias etc ). Misturar o líquido meio amarelo que irá se formar em um litro de água e tomar durante todo o dia.
Validade 180 dias

Escrever Comentário

Por favor faça seu Login ou Cadastre-se para faze um comentário.


Tags: Clorito de sódio, Ácido Cítrico, Ivandélio sanctus, Uberaba, Terapeuta, Iridologia, MMS, AIDS, CANDIDÍASE, HEPATITE, MALÁRIA, HERPES, TUBERCULOSE